Blog do Mario

2009/05/18

Semana de Reflexão e Espiritualidade – Participe

Filed under: Uncategorized — mariogoncalves @ 3:45 pm

Duas coisa que gostaria de ter falado…

Filed under: Vale a pena ler... — mariogoncalves @ 2:49 pm

Gostaria de ter dito:

É tempo de festa na Igreja?

Disse J.I.Packer, “Put Holiness First”, em Christian Life, maio de 1985, p.46:”No final das contas, sobre o que é que pregamos e ensinamos e produzimos programas de TV e fitas de vídeo uns para os outros em nossos dias?

A resposta geral à minha pergunta parece ser: sucesso e euforia ; obter de Deus saúde, prosperidade, ausência de preocupação e constantes sensações alegres.”O que mais me dói quando leio obras de homens e mulheres realmente usados por Deus é que parecem serem ditas ao vento.
Estou lendo René Padilha (Missão Integral) – e seu texto de 75, refletindo um problema atual (em seus dias), infelizmente continua ainda mais atual hoje. O mesmo se dá com Moltmann (64 – teologia da Esperança), com Tozer (qualquer coisa, década de 60), e por aí vai.Packer, assim como outros é atualíssimo, pois há uma enxurrada de “palavra” sendo pregada, uma verborragia, nas palavras de Padilha, com resultados pífios. Mas em nome do pragmatismo, e do proselitismo descarado (com frases do tipo: “aqui Deus cura…” – está na hora de curar teu orgulho, caro “apóstolo”), em nome de templos cheios (de dizimistas, e números – “sucesso ministerial” – vaidade das vaidades), em nome do interesse espúrio e falso, vemos uma pregação vazia de prática e autenticidade; e tão verdadeira quanto uma nota de R$2,50.

Uns podem dizer que estou errado. Não vou discorrer muito sobre a questão, mas apenas 3 pontos:

1- Se o “evangelho” está crescendo, e o número de convertidos aumentando, por que o nível de analfabetismo, não diminui? Por que o número de crimes não diminui? Por que o número de políticos cristãos com testemunho de moral elevada não aumenta? Por que não se gasta menos em programas de televisão, som de igrejas e ar-condicionado de templos, e se investe mais em ação social? Quem separou o evangelho da ação social? Cristo, muito mais que anunciando o evangelho, mostrou-se sempre solidário com os necessitados

leia o texto na íntegra aqui: PavaBlog ou no link abaixo.

Alberto M de Oliveira do Blog Ecclesia Reformanda

Eu não culpo o Régis Danese

Eu não culpo o Régis Danese. Nem tão pouco os cantores “gospel”. Penso que de certa forma eles são fruto de um sistema, são apenas a ponta do “iceberg”. O buraco é mais embaixo.Desde que alguém descobriu que gravar músicas cristãs, evangélicas, gospel (ou chame como quiser) dava muito dinheiro, a coisa toda se perdeu. Criou-se um mercado que para sobreviver precisa de lucros, e isso a qualquer custo. Não precisa ser cristão. Não precisa crer no que se canta. Não precisa ter compromisso. E, pasmem, nem sequer precisa cantar bem! Precisa apenas dizer as palavras certas no momento certo, na igreja ou convenção certa e pronto! Os cd´s e dvd´s vão sendo vendido ás turras e a conta bancária vai engordando. Mas onde começa tudo isso?Começa na cabeça dos pastores desse pessoal. Começa na liderança da Igreja onde eles congregam. Sim, porque conceitos são ensinados e absorvidos, não caem do céu. Esse pessoal é estimulado a ser “cantor” do Senhor, e colocam na cabeça deles que o sonho maior a ser conquistado é gravar o cd/dvd, e assim será mais fácil “conquistar o Brasil”. Esses líderes moldam a mente e o coração dos pupílos, a ponto de mesmo sem entender nada da matéria, vemos que tal cd/dvd teve a sua produção executiva pelo pastor/bispo/apóstolo fulano de tal.Os pastores e líderes na verdade dão corda ao desejo de fama desses pobres discípulos, que acabam caindo na tentação e trilham o caminho da “fama evangélica”.

Soma-se a isso nós, um bando de tontos que ouvimos, compramos, assistimos, gravamos, pagamos e divulgamos esse mercado nojento da música gospel/evangélica/cristã, que de santa não tem nada. Nós temos culpa nisso tudo. Pagamos milhares de reais para que esses caras cantem em nossas igrejas, damos a “oportunidade” e o microfone para que eles ensinem (e mal!) os nossos irmãos. Pagamos suas passagens de avião; atendemos às suas absurdas exigências para participarem por 30 minutos contados no relógio das nossas atividades.

Nós somos os culpados. Se eles existem é porque nós consumimos.
Por isso, não culpo o Régis Danese e Cia Ltda.
Reconheço a minha parcela de responsabilidade.

Maurício Boehme no Eletroacústico

2009/05/14

Pra que outros possam viver – Ministério Livres para Adorar

Filed under: vale a pena ouvir... — mariogoncalves @ 10:24 am

Uma das propostas desse Blog é Reflexoes no Caminho, remetendo-nos aos discípulos no caminho de Emaús, que sentiram um arder no coração por causa das Palavras do Estrangeiro, sem saber o porquê. De forma louvável, convidaram o estrangeiro para entrar e cear em sua casa e na comunhão do partir do pão…reconheceram, lembraram-se dEle…

Estou assim desde ontem, com o coração ardendo após ouvir o pessoal do Ministério Livres pra Adorar, que nem conheço direito na verdade, mas uma coisa eu sei: conheço a Voz de Deus, conheço a Voz do meu Pastor.

Ontem na faculdade, o professor de Novo Testamento Valdinei Gandra, uma pessoa que na minha opinião é um dos poucos aqui em Joinville que vai na contramão da correnteza e não tem receio de verbalizar algumas verdades, nos permitiu ouvir essa curta mas profunda mensagem e em lugar de aula, houve um quebrantamento da parte do Espírito Santo. Não terminamos a aula.

Deus está falando. Ele tem seus profetas. Ouça aqui. Seja um profeta. Morra.

Via Pavablog.

2009/05/11

Impulsionados pelo Vento

Filed under: Uncategorized — mariogoncalves @ 8:26 pm

Você já sentiu alguma vez que não serve para esse mundo?

Uma sensação de não pertencer, de isolamento?

Estar sem rumo definido?

O vento sopra onde quer, você escuta
o seu som, mas não sabe de onde vem,
nem para onde vai; assim ocorre com
todos os nascidos do Espírito.”

Não seria um sinal do Espírito Santo não se “moldar” a nenhuma situação? Ou deixar ser levado pelo vento?

2009/05/06

Projeto PLC 122/2006 Faça a sua parte!!!

Filed under: igreja,política — mariogoncalves @ 5:56 pm

Após ler o alerta sobre a votação iminente do projeto PLC 122/2006 que trata da criminalização da homofobia no Blog do Pr. Geremias do Couto, resolvi fazer algo de concreto.

Fui até o Blog do Júlio Severo, copiei os emails do senadores e enviei uma breve mensagem a todos eles.

Sei que várias pessoas devem ter feito algo parecido e podemos ver a reação aqui.

Até agora, somente o senador Álvaro Dias me respondeu dizendo-se contrário a esse projeto.

Segue abaixo a resposta do senador e minha mensagem a todos eles:

RES: Contra a aprovação PLC 122/2006‏

De:

Sen. Alvaro Dias (ALVARODI@senado.gov.br)

Enviada:

quarta-feira, 6 de maio de 2009 11:47:32

Para:

Mario Gonçalves (mario_teclado@hotmail.com)

Eu sou contra a aprovação deste projeto. Entendo que o grupo que ele pretende proteger já encontra suficiente proteção na legislação do pais. E tem mais o PLC 122/2006 atenta contra a Constituição ao ferir o principio da livre manifestação do pensamento.Informo que o projeto encontra-se na Pauta de Votação da Comissão de Assuntos Sociais do Senado. Deveria ter sido votado na reunião de hoje,dia 6 de maio. Essa reunião,todavia, foi adiada. Deve ser ser realizada na próxima semana. De qualquer forma é bom saber que esse projeto não é terminativo,ou seja,se for aprovado ou rejeitado na CAS ele será submetido,obrigatoriamente, a apreciação do Plenário,onde votarei pela rejeição.

Cordialmente,

Alvaro Dias




http://www.senadoralvarodias.com/

</BLOG: title=http://www.blogalvarodias.com/ target="_blank" href="http://www.blogalvarodias.com/&quot; http://www.blogalvarodias.com/

De: Mario Gonçalves [mailto:mario_teclado@hotmail.com] Enviada em: quarta-feira, 6 de maio de 2009 10:27Para: Sen. Adelmir Santana; Sen. Almeida Lima; Sen. Aloizio Mercadante Oliva; Sen. Alvaro Dias; Sen. Antonio Carlos Magalhaes Junior; Sen. Antonio Carlos Valadares; Sen. Arthur Virgilio Neto; Sen. Augusto Affonso Botelho Neto; Sen. Cesar Borges; Sen. Cicero Lucena; Sen. Cristovam Buarque; Sen. Delcidio do Amaral Gomez; Sen. Demostenes Lazaro Xavier Torres; Sen. Edison Lobao; Sen. Eduardo Azeredo; Sen. Eduardo Suplicy; Sen. Efraim de Araujo Morais; Sen. Eliseu Resende; Sen. Epitacio Cafeteira; Sen. Euclydes Mello; Sen. Expedito Junior; Sen. Fatima Cleide Rodrigues da Silva; Sen. Flavio Jose Arns; Sen. Flexa Ribeiro; Sen. Francisco Dornelles; Sen. Garibaldi Alves Filho; Sen. Geraldo Mesquita; Sen. Gerson Camata; Sen. Gilvam Borges; Sen. Gim Argello; Sen. Heraclito de Sousa Fortes; Sen. Ideli Salvatti

Assunto: Contra a aprovação PLC 122/2006

Caros senadores,



Os direitos dos homossexuais e congêneres já está garantido por força da Constituição, assim como os meus e os seus direitos. É inconstitucional a aprovação do projeto PLC 122/2006, concedendo privilégios especiais a determinada opção sexual.



Discordar de uma preferência sexual não quer dizer que somos homofóbicos. Dessa forma, quem discorda da orientação heterossexual seria o quê? Heterofóbico? Então precisamos de um projeto semelhante que proteja os heterossexuais de discriminação.



A grandeza da democracia é justamente no nivelamento dos direitos humanos, todos são iguais perante a Lei. Não deve haver repressão e discriminação de ambas as partes.



Prometemos ,como cidadãos conscientes, que não esqueceremos das suas decisões nesse projeto nas próximas eleições…



Mario




2009/05/04

Nao tenho Teologia mas tenho joelho…

Filed under: igreja — mariogoncalves @ 8:19 pm

Depois de muito tempo, infelizmente ouvi essa frase desgastada de novo numa de nossas Igrejas Assembléia de Deus em Joinville. O obreiro que citou a tal frase transmitiu à Igreja uma palavra muito edificante, mas o que deixou transparecer com essa frase foi o seguinte: “Aquilo que eu falo vem direto de Deus e não de segunda mão.” Ou ainda, que teólogos oram muito pouco. O que pode ser verdade.

Muitos pregadores usam o versículo isolado de 2Co 3.6 “…a letra mata mas o espírito vivifica…” para condenar pessoas que investem em estudos teológicos e no aprofundamento das Escrituras, ignorando o próprio sentido do termo Teologia.
O termo, simplificando, significa discursos e falas acerca de Deus e/ou das suas obras. Isso quer dizer que tudo o que eu faço como cristão é Teologia. Quando evangelizo, oro, administro o culto, converso com outros irmãos sobre e Bíblia, estou fazendo teologia.

Uma análise simples do contexto de 2Co. 3.6 fica evidente que “a letra” referida pelo Apóstolo Paulo é a Lei, dada por Deus a Moisés e não conhecimento humano. Concordo que, se nos estribarmos somente em estudos e especulações teológicas não chegaremos a lugar algum e isso pode realmente nos matar espiritualmente, mas usar esse versículo para apoiar tal pensamento é um erro hermenêutico e exegético.

No final das contas, a palavra do meu digníssimo irmão era muito parecida com uma mensagem antiga do Pr. Geziel Gomes, onde ele compara as cinco pedrinhas de Davi com as palavras do profeta Isaías “… e o seu nome será Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade e Príncipe da Paz”.

Sem saber, ele usou bastante Teologia apesar que, de forma inadequada. Fez mais uma eisegese do que exegese.[1] Pode ser até que tenha decorado o DVD.

Como estudante de Teologia e apaixonado pela Palavra de Deus, tomo como minha responsabilidade, aproximar a espontaneidade das expressões do pentecostalismo (que é a marca desse avivamento histórico) com a ortodoxia das doutrinas bíblicas, para quê, numa construção eclesial séria e responsável, possamos edificar de maneira sábia o rebanho do Senhor.

Que venham os conflitos! São necessários na verdade!

[1] Exegese: tentativa de extrair de um texto seu significado original.
Eisegese: injetar de forma proposital ou não algo no texto, muitas vezes forçando seu sentido original.

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.